Respondendo Contradição: Genealogia de Jesus.

Crédito Imagem: pho-Tony


A GENEALOGIA DE JESUS CRISTO



Acusação: 


Observe a genealogia de Jesus registrada por Lucas e a escrita por Mateus. Se uma estiver certa, a outra estará errada.
A GENEALOGIA DE JESUS SEGUNDO LUCAS
(Lucas, 3:23-38) 

Jesus, 
José, 
Heli,
Matã, 
Levi,
Melqui,
Janai, 
José,
Matatias, 
Amós,
Naum, 
Esli,
Nagai, 
Máate,
Matatias, 
Semei, 
José, 
Jodá, 
Joanã, 
Resá, 
Zorobabel,
Salatiel, 
Neri, 
Melqui, 
Adi, 
Cosã, 
Elmadã,
Er, 
Josué, 
Eliéser,
Jorim, 
Matã,
Levi, 
Simeão,
Judá,
José, 
Jonã,
Eliaquim,
Meliã,
Mená, 
Matatá,
Natã
Davi, 
Jessé,
Obede, 
Boaz,
Salmom, (a)
Naassom,
Aminadabe, 
Arão
Esrom
 Perez 
Judá,
Jacó
Isaque, 
Abraão.
A GENEALOGIA DE JESUS SEGUNDO MATEUS
(Mateus, 1: 1-5)

Jesus, 
José,
Jacó,
Matã,
Eleázar
Eliúde, 
Aquim,
Sadoque, 
Azor, 
Eliaqui,
Abiúde, 
Zorobabel, 
Salatiel,
Jeconias,
Josias
Amom
Manassés,
Ezequias,
Acaz,
Jotão, 
Usias,
Jorão,
Josafá,
Asa,
Abias,
Roboão, 
Salomão
Davi,
Jessé,
Obede, 
Boaz,
Salmom,
Naassom,
Aminadabe,
Arão,
Esrom,
 Perez,
Judá,
Jacó
Isaque, 
Abraão.




O avô de Jesus, e pai de José, se chamava Eli, ou era Jacó?

















Zorobabel e Salatiel, que aparecem na genealogia como sendo filho e pai segundo as duas narrativas, têm como o próximo ascendente nomes diferentes.








Para Lucas e Mateus, Jesus é  descendente de Davi.
Mas é descendente de  Natã ou deSalomão?   Quem se enganou nessa história?

A Genealogia, segundo Mateus, contém  muito menos gerações do que a narrada por Lucas.

Quem se enganou? Foi Lucas ou foi Mateus?

Podemos confiar que seja "A VERDADE" um livro com narrativas discordantes?




RESPOSTA:

O motivo dos apóstolos apresentarem essas Genealogias foi mostrar que Jesus era da linhagem de Davi, tanto de José (pai legal), quanto de Maria (de sangue).

A genealogia de Mateus cita a genealogia a partir de Maria, e a de Lucas a partir de José.

Maria era filha de Heli . Logo, se José era genro de Heli, Lucas poderia designar José de “filho de Heli”, já que esta designação concordaria perfeitamente com o sentido judaico dado à palavra “filho”, o qual poderia ser usado para descrever parentesco, mesmo sem filiação (recorde-se a propósito o caso de  Zorobabel mencionado na Bíblia que sendo, na realidade, sobrinho de Sealtiel- Cf 1 Cr 3,17-19-, foi todavia designado de "filho" de Sealtiel- Cf Esd 3,2; Nee 12,1; Ageu 1,12).

Deste modo, enquanto Mateus demarca a procedência biológica de José, como filho de Jacob, por nascimento (Mt 1.16), Lucas designa-o "filho de Helií", mas por casamento, porque realmente na cultura judaica o homem comprometido em casamento com uma mulher era tido como "filho" do seu sogro" 

Matã, o avô de José e Maria que aparece nas duas genealogias não são a mesma pessoa, apenas tem o mesmo nome.

Zorobabel e Salatiel eram tbm nomes comuns na antiguidade usado por judeus, assim como tem um monte de nomes que se repetem com a gente também, por exemplo, em vários lugares do país você verá um monte de josé filho de joão, e vice versa.

genealogia de Mateus é menor porque ela trata especificamente da sucessão real através de Salomão, que foi sucessor de Davi.



Maldição contra Jeconias.

Jeconias (também chamado Joaquim, Jeconias, Conias) foi um rei mal e ele também estava na linha real de Davi, como é mencionado na genealogia de Mateus. Deus ficou indignado com ele e julgou a linhagem real com uma maldição: nenhum descendente de Jeconias iria sentar-se como rei de Israel ( Jeremias 22:24-30).

Isto aparentemente contradiz a promessa que Deus fez a Davi que seu filho,  Salomão, seria sempre no trono ( 1Cr 22:7-10 ), isso faria Jesus inelegível para o trono, como ele era descendente de Jeconias.

Mas, uma vez que Jesus foi apenas um filho adotado e não filho biológico de José, a maldição não afetou o seu direito ao trono, como ele não era da descendência de sangue de Jeconias. Essa maldição também indica que o Messias não pode ter um pai humano, a maldição seria passada para ele também.



Conclusão:


Não há contradições. Como podemos ver o objetivo de Lucas e Mateus não foi trazer uma genealogia de um simples cidadão de Israel, mas trazer informações sob perspectivas diferentes. As linhagens de Jesus inicialmente é comum e toma rumos diferentes a partir dos filhos de Davi: Salomão (modo legal) e Natã (natural). E Mateus depois de Salomão trata apenas dos sucessores do Rei Davi, por isso a lista é menor e tem grande parte formada por nome de Reis que exerceram o trono.

Obs: Alguns reis tinham dois nomes, que não estão incluídos na lista.


IMPRIMIR ARTIGO

Print Friendly and PDF