O livro de Tobias é Apócrifo ou Canônico?

Pergaminhos antigos. Crédito imagem: Wikimedia Commons


João confirma o Livro Tobias (aceito pela igreja Católica)?


Olhando, os versículos abaixo, aparentemente sim:


 → Tobias 12,15     "Eu sou o anjo Rafaelum dos sete que assistimos na presença do Senhor".

 → Apocalipse 8,2    "Eu vi os sete Anjos que assistem diante de Deus"



Resposta:


Sete é um número representativo no Antigo Testamento, e por sinal citado em vários documentos dos Profetas.

Não há qualquer menção de um anjo chamado Rafael em todo o Antigo Testamento, somente nesse apócrifo de Tobias.

 O número 7 é considerado o número de Deus, o número da perfeição divina.

Os judeus antigos sabiam que anjos são seres celestiais que assistiam e serviam a Deus.

Mas não há qualquer menção de anjo Rafael nos documentos verdadeiros do Antigo Testamento, não há qualquer confirmação que tire um anjo de nome especifico de Rafael da pura e simples invenção humana.

Sendo assim, o autor de Tobias, ao citar  um suposto anjo  de Deus, citou o número representativo 7,que era bem conhecido dos judeus, mas o contexto das duas passagens, não tem nada a ver uma com a outra para que se possa dizer que João confirma o apócrifo de Tobias, não são passagens com narrativas confirmatórias como ocorre nos livros canônicos, portanto não tem como ligar uma passagem à outra.


Conclusão: 

João não fala de um anjo chamado Rafael, e esse anjo é visto no livro de Tobias mentindo para um homem, um anjo que assiste à Deus, nessa situação? O livro entra em contradição tanto com o Antigo, quanto com o Novo Testamento, e não há uma base de confirmações múltiplas, portanto jamais deveria ter sido reconhecido como inspirado e colocado com os demais verdadeiros.

Veja aqui mais informações sobre a diferença de livros apócrifos e canônicos, e como indentifica-los.






IMPRIMIR ARTIGO

Print Friendly and PDF