O Livre Arbítrio: 1 Samuel Estudo.

Crédito imagem: sskennel


Pessoas que teoricamente tinham tudo para ter a suposta graça irresistível e serem obedientes, como filhos de Profeta e até ungido de Deus para o posto de Rei, preferiram tomar o caminho contrário.

A verdade é que Deus fez criaturas  com poder de escolha, Ele não invade a mente de ninguém fazendo pessoas de robôs, Ele simplesmente comunica a sua mensagem, deixando claro sua vontade e as consequências de nossas atitudes.


A exortação.

Deus incentiva, aconselha, induz o povo a seguir o caminho correto, utilizando a capacidade racional que ele mesmo deu, Deus não assume o comando da mente da pessoa para tomar a decisão por ela, existe uma relação Deus-homem, Ele não nos criou para sermos suas "marionetes".

Então falou Samuel a toda a casa de Israel, dizendo: SE (condicional) com todo o vosso coração vos converterdes ao Senhor, tirai dentre vós os deuses estranhos e os astarotes, e preparai o vosso coração ao Senhor, e servi a ele só, e vos livrará da mão dos filisteus.
1 Samuel 7:3

Escolhendo seu próprio caminho.


Os filhos de Samuel, Profeta de Deus, ignoraram o exemplo do pai e preferiram seguir seus próprios caminhos:

E sucedeu que, tendo Samuel envelhecido, constituiu a seus filhos por juízes sobre Israel.
E o nome do seu filho primogênito era Joel, e o nome do seu segundo, Abia; e foram juízes em Berseba.
Porém seus filhos não andaram pelos caminhos dele, antes se inclinaram à avareza, e aceitaram suborno, e perverteram o direito.
Então todos os anciãos de Israel se congregaram, e vieram a Samuel, a Ramá,
E disseram-lhe: Eis que já estás velho, e teus filhos não andam pelos teus caminhos; constitui-nos, pois, agora um rei sobre nós, para que ele nos julgue, como o têm todas as nações.
1 Samuel 8:1-5

O Rei desobedece a Deus dentro do sistema teocrático de Israel.


Saul, ungido  Rei de Israel, através do Profeta Samuel, é mais um claro exemplo da inexistência da graça irresistível, defendida pelo Calvinismo.

Após desobediência de Saul numa missão colocada por Deus, vem a mensagem ao Profeta Samuel:

Arrependo-me* (antropopatismo = figura de linguagem que atribui sentimentos à divindade) de haver posto a Saul como rei; porquanto deixou de me seguir, e não cumpriu as minhas palavras. Então Samuel se contristou, e toda a noite clamou ao Senhor.
1 Samuel 15:11

Pergunta: Se não há livre arbítrio, sendo o ser humano naturalmente incapaz de aceitar a Deus, e se é Deus que opera na mente do ser humano colocando a graça irresistível, então, por que Deus cortou relações com o rei de Israel ao invés de simplesmente lançar sobre ele a suposta graça irresistível para que ele se arrependesse e o obedecesse?

Resposta: Porque há livre arbítrio!

IMPRIMIR ARTIGO

Print Friendly and PDF