Fósseis marinhos em montanhas - Evidencias do Dilúvio.

Montanhas no Himalaia. Crédito Imagem: Eriktorner

O Dilúvio de Noé foi um evento de grandes proporções que mexeu com todo o planeta Terra, deslocando grandes porções de terra de lugar,  fósseis de animais podem ser vistos em toda parte do globo, incluindo os lugares mais inusitados, como mostra abaixo a reportagem, onde uma montanha na China foi encontrada recheada de fósseis de animais marinhos. Os cientistas céticos sempre descartam o dilúvio e arrumam todo tipo de hipótese e especulação com bases superficiais, para explicar eventos como esse, mas cada vez mais as evidências do dilúvio ficam claras.



Existem fósseis de baleias e outros animais marinhos na Cordilheira dos Andes, na América do Sul.
Existem fósseis de tubarões e outros animais marinhos na Cordilheira do Atlas, em Marrocos.
Existem fósseis de animais marinhos nos Himalaias, na Ásia.
Existem fósseis de animais marinhos no Evereste, na Ásia.


Montanha chinesa tem mais de 20 mil fósseis marinhos

DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS
Crédito imagem: http://www.yunnan.cn/
Mais de 20 mil fósseis de répteis, mariscos e outras criaturas marinhas pré-históricas foram localizadas em uma montanha na China.
A descoberta, feita por uma equipe do Centro Geológico Chengdu, pode fornecer pistas de como as espécies são menos ou mais suscetíveis à extinção.
A vida quase foi aniquilada há 250 milhões de anos por uma *erupção vulcânica na região da Sibéria, seguida de um aquecimento na temperatura em termos globais (a desculpa utilizada pelos céticos nesse caso foi essa, porém é baseada numa especulação naturalista, sem base observacional, do que poderia ter causado esse depósito de fósseis na montanha), e somente uma em cada dez espécies sobreviveu à explosão ocorrida no fim do período Permiano. Os fósseis encontrados representam um ecossistema completo resgatado depois dessa época.
Shixue Hu/Chengdu Geological Center
Fóssil de réptil marinho pré-histórico conhecido como ictiossauro, que lembra remotamente um golfinho
Fóssil de réptil marinho pré-histórico conhecido como ictiossauro, que lembra remotamente um golfinho
A montanha fica em Luoping, a sudoeste da China, e praticamente teve metade de sua superfície escavada. A camada de calcário onde os fósseis foram encontrados é remanescente da época em que a região sul chinesa era ainda um território com clima tropical, cercada provavelmente de coníferas.
Os fósseis são excepcionalmente bem preservados, e mais da metade está intacta. Peles delicadas que sobreviveram à ação do tempo também podem indicar como a dieta e a locomoção desses animais eram feitas.
Um talatossauro é a maior criatura encontrada pelos cientistas, cujo comprimento é de até três metros. Além dele, também havia um ictiossauro, que lembra remotamente um golfinho.



http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/851849-montanha-chinesa-tem-mais-de-20-mil-fosseis-marinhos.shtml


                                        Veja outro artigo sobre o Dilúvio aqui.

IMPRIMIR ARTIGO

Print Friendly and PDF