O Tanque de Betesda - Arqueologia

Crédito imagem:  Clickr Bee
Ruínas da Piscina de Bethesda, onde Jesus curou homem paralítico no Evangelho de João.
 Um sítio complexo, que parece ter sido um mikveh, ou banho ritual. Nos arredores da piscina foram construidas capelas e igrejas que ainda são visíveis hoje. 

 (Mais fotos e vídeo abaixo)


A piscina é um dos lugares famosos do Evangelho, foi onde Jesus curou um paralítico (João 5:2-9), um dos milagres que Jesus fez em piscinas de Jerusalém. Além dessa piscina, o Evangelho de João também diz que Jesus curou o homem cego na piscina de Siloé. 

Descobertas de Siloé e Bestesda

A Piscina ou Tanque de Siloé foi descoberto em 2005, mas ao contrário de Betesda, foi rapidamente identificada com o lugar mencionado em João. A Piscina Betesda foi escavada no final do século 19, mas levou mais de 100 anos para  que os arqueólogos identificassem e interpretassem o sítio com precisão.

 No Evangelho de João, a piscina é descrita como tendo cinco pórticos de uma característica intrigante, sugerindo uma piscina de cinco lados incomuns, que a maioria dos estudiosos considerava (a velha teimosia dos céticos) como uma criação literária-histórica. Quando o local foi escavado, revelou-se então a piscina retangular com duas bacias separadas por uma parede, portanto, uma piscina de cinco lados e cada lado tinha um pórtico.

A história do milagre de Jesus também informa quantas pessoas procuraram os poderes da cura na piscina . A primeira pessoa a entrar quando as águas se agitavam, foi curada de sua doença. Mas, um paralítico não pôde entrar na água com rapidez suficiente. Então, Jesus imediatamente o curou, e ele foi capaz de se levantar e caminhar.
No período  dos cruzados, as pessoas marcaram os locais dos milagres de Jesus e outros eventos importantes em sua vida, acrescentando capelas e igrejas, que hoje cobrem o complexo da Piscina.
Por que uma piscina com duas bacias? A evidência arqueológica mostra que a bacia sul tinha passos largos com desembarques, indicando que era de fato um mikveh (piscina de purificação). A bacia norte era um reservatório que reabastecia e repurificava o mikveh com água fresca que flui para o sul através da barragem entre eles.


 Peregrinos de Jerusalém corriam para a piscina de Bethesda e Piscina de Siloé para se purificarem nestes mikva'ot públicos e, às vezes, para buscar a cura.


Biblical Archaeology


Crédito imagem:  Seetheholyland.ne


Crédito imagem: Seetheholyland.net

Crédito imagem:  nightwing350

Crédito imagem: Ryan Shelton

Simulação:
Crédito imagem: Galyn Wiemers



Galyn Wiemers
A piscina está localizada num bairro muçulmano da cidade velha, de fundo é possível ouvir 
a chamada de oração do Islã. 

IMPRIMIR ARTIGO

Print Friendly and PDF