Contradições bíblicas: Profecia bíblica sobre o Egito

Crédito imagem: Amanky


Prosseguindo na série de respostas a acusações contra a inerrância bíblica e  supostas contradições, temos a seguinte questão:

Profecia bíblica sobre o Egito


Ezequiel 29:9-15
"O Egito se tornará um deserto e uma solidão; dessa forma, se saberá que sou eu o Senhor [...] farei do Egito um deserto e uma solidão, desde Migdol até Siene e até os confins da Etiópia. Nenhum pé humano passará aí, e também nenhum pé de animal; ele ficará inabitado durante quarenta anos. [...] dispersarei os egípcios entre os povos e disseminá-los-ei entre outros países. Eis o que diz o Senhor Javé: ao fim de quarenta anos, reunirei os egípcios dentre os povos onde estiverem dispersos [...] eles aí constituirão um pequeno reino. Será o Egito o mais modesto de todos os reinos, e não mais se erguerá sobre outras nações. Reduzirei sua população, para que ele não mais domine outras nações."

Perguntas:
1. Essa profecia se concretizou?
2. Quais foram os 40 anos em que o Egito se tornou deserto?
3. Em que época o Egito não foi pisado por nenhum pé humano ou animal?
4. O povo egípcio foi disperso por 40 anos?
5. O Egito nunca mais conquistou nenhuma nação?

Via acusativa: Rui Duarte Neto

Resposta:

Temos evidencias que foi cumprida, hoje os descendentes dos egípcios é a comunidade insignificante dos coptas dentro do território do antigo Egito, e um dos itens da profecia seria a falta de representatividade da Nação do Egito no futuro, e a redução da sua população:

"...eles aí constituirão um pequeno reino. Será o Egito o mais modesto de todos os reinos, e não mais se erguerá sobre outras nações. Reduzirei sua população, para que ele não mais domine outras nações." Ezequiel 29

^
Isto é uma realidade hoje, como podemos constatar, e  evidencia que os outros itens já foram cumpridos também, pois se analisarmos, essa seria a última etapa da profecia. 

A arqueologia não é mágica, ela depende também da sorte, o fato de não ter sido achado documentos extra-bíblicos, falando da dispersão de egípcios na antiguidade, não significa que a profecia não foi cumprida, porém temos evidencias claras que ela foi cumprida, pela situação dos descendentes dos antigos egípcios hoje.


IMPRIMIR ARTIGO

Print Friendly and PDF