Precisa de religião para ser bom?

Imagem Crédito: Ilya Khamushkin



Se eu sou uma boa pessoa, eu vou para o inferno?




Questionamento enviado:

"Não são as religiões que determinam se a pessoa é boa ou não. Isto vem de dentro, de educação, do meio em que vive. As atitudes independem de religiões. Um exemplo, são os ateus, onde encontramos pessoas excelentes e que não necessitam de uma religião.

De acordo com a Bíblia:

-Se eu sempre fui estudioso, sem preconceitos, trabalhador, ajudo todos as pessoas com o que posso, mas não acredito que Deus exista, eu vou pro inferno. (Sofrerei e serei queimado)

-Se um bandido estupra uma mulher, a mata e esquarteje-a e depois de preso se arrepende e perde perdão a Deus, ele vai pro céu. (vai ter total paz e felicidade por toda eternidade)

ISSO É JUSTO?"




Só Deus é bom.

"E ele disse-lhe: Por que me chamas bom? Não há bom senão um só, que é Deus. Se queres, porém, entrar na vida, guarda os mandamentos.Mateus 19:17"



Sendo Deus a fonte do bem e o legislador externo, o padrão de como o ser humano deve se comportar é Ele quem dá.

O ódio, a inveja e todo tipo de pensamento errado muitas vezes são imperceptíveis, mas essas ações internas têm gravidade para quem sonda as nossas mentes, isto é, Deus. 



Não se pode dizer quem é bom utilizando definições humanas, a sociedade humana não tem capacidade para julgar o interior de uma pessoa, o padrão de Deus é diferente das convenções humanas, a maldade do ser humano inicia-se no pensamento, pois toda atitude, boa ou ruim começa na mente, ali é a semente.

Veja, se alguém, por exemplo, alimenta um desejo errado através do pensamento, cedo ou tarde vai acabar sucumbindo, pois aquela é a semente para o ato, alimentar sentimentos errados é considerado uma transgressão por Deus. Ninguém está livre de pensamentos contrários, o problema é entregar-se a eles, nossa sociedade  não é capaz de julgar essas coisas, só Deus tem condições de fazê-lo.

"Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, fornicação, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias.Mateus 15:19"



Criminoso que se arrepende.


Para Deus não existe pecadinho e pecadão, ou seja, não existe um "pecadômetro". Pecado é toda transgressão da sua lei. Deus conhece o pensamento humano, por isso Ele tem todas as condições de saber quem se arrepende verdadeiramente e assim perdoá-lo.


Ímpios que se escondem atrás de uma Bíblia podem enganar homens, mas não a Deus:

Todo caminho do homem é reto aos seus olhos, mas o Senhor sonda os corações.
Provérbios 21:2





A boa mensagem.


Se todos se esforçassem para seguir as leis morais de Deus o mundo seria melhor, tudo que Deus condena traz consequências, da pura desgraça física ao sofrimento psicológico. Observe isso lendo as Escrituras e constate as consequências das transgressões ditas ali na vida ao seu redor.



Conclusão: 



Deus reconhece que somos falhos e que necessitamos de sua misericórdia diária, o que Ele quer de nós é simples: atentar para os seus padrões estabelecidos.

Portanto, quem rejeita Deus como a fonte do bem é automaticamente um alimentador da maldade, já que é Ele, como Criador onisciente, que determina o que é bom ou mal, assim como é Ele que tem o poder de sondar com exatidão quem realmente somos.


Deus mandava matar?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...